Policiais cumpriram mandado de prisão preventiva contra Marcelo Dias, acusado de atear fogo na própria casa em que vivia com a mulher

Metrópoles

Divulgação/PMDF
Imagem colorida de casa incendida no DF

 

Policiais judiciais do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) cumpriram, na tarde desta segunda-feira (11/9), um mandado de prisão preventiva contra Marcelo Dias, acusado de atear fogo na própria casa em que vivia com a mulher, na última sexta-feira (8/9), em Santa Maria. Após ser preso, o homem foi encaminhado para 33ª Delegacia de Polícia.

O acusado foi identificado na recepção do Fórum pelo Sistema de Controle de Acesso Interno do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), que confirmou o mandado de prisão com a vara. Marcelo teria ido ao local para saber sobre sua situação processual, no posto da Defensoria Pública, que o representa em outra ação penal que tramita na mesma vara.

Conforme o mandado de prisão, a mulher que morava com o acusado na casa que foi incendiada registrou ocorrência, em 2022, na qual noticiou ter sofrido agressões físicas e ameaça de morte grave. Foram concedidas medidas protetivas e a vítima passou a ser acompanhada pela Justiça. No entanto, posteriormente, a vítima solicitou revogação das medidas protetivas e recusou o monitoramento.

Na análise da juíza, com o acusado em liberdade, a integridade física e psicológica da vítima estaria ameaçada, pois, “com suas graves condutas, mostra sua nítida intenção de permanecer agindo em desacordo com a lei”. A decisão ainda cabe recurso.

Relembre o caso

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) foi acionada para atender a ocorrência por volta das 22h. De acordo com o tenente Pedro Henrique, a vítima relatou que o homem decidiu atear fogo na residência após o casal ter uma discussão. Apenas os dois estavam na casa no momento do incêndio.

“Ele ficou bastante revoltado, tacou fogo na residência, com o intuito de queimar a moça que estava lá dentro. Fizemos várias diligências na região, porém o suspeito não foi localizado. Ele já tinha histórico no sistema da PMDF por violência no âmbito da Lei Maria da Penha, mas ela nunca registrou ocorrência”, detalhou o tenente.

A vítima não teve ferimentos, mas ficou resistente em ir à delegacia registrar um boletim de ocorrência. Após a chegada de alguns familiares, ela concordou em ir, junto com a guarnição da PMDF, na 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria) denunciar os fatos.

Uma página de notícias da região, Santa Zap Zap, publicou vídeos que mostram a casa pegando fogo.

Veja o vídeo:

Quando o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) chegou ao endereço, as chamas já haviam atingido o telhado da casa. Ao adentrarem no local, os socorristas constataram que o fogo consumiu a sala.

Após se certificarem que não haviam mais pessoas na residência, os militares iniciaram o combate às chamas em mais de uma frente de combate, de modo que as residências vizinhas não fossem atingidas e que a própria casa não tivesse outras áreas comprometidas.

Segundo o CBMDF, de todo o imóvel, que era composto de três cômodos, somente a sala foi danificada. A perícia foi acionada para o local.

O caso foi registrado na 33ª DP como vias de fato, ameaça, incêndio e Maria da Penha.

fonte: https://www.metropoles.com/distrito-federal/df-policiais-prendem-homem-que-colocou-fogo-em-casa-com-esposa-dentro

 


Coloque seu email em nossa lista

Cfemea Perfil Parlamentar

Informe sobre o monitoramento do Congresso Nacional maio-junho 2023

Cfemea Perfil Parlamentar

Violência contra as mulheres em dados

Logomarca NPNM

Direitos Sexuais e Reprodutivos

logo ulf4

Estudo: Elas que Lutam

CLIQUE PARA BAIXAR

ELAS QUE LUTAM - As mulheres e a sustentação da vida na pandemia é um estudo inicial
sobre as ações de solidariedade e cuidado lideradas pelas mulheres durante esta longa pandemia.

legalizar aborto

Veja o que foi publicado no Portal do Cfemea por data

nosso voto2

...