Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU configuram desafio a ser superado no Brasil; evento gratuito na USP discute o tema no Dia Mundial das Cidades

  Publicado: 27/10/2023
Por  Jornal da USP
Participação feminina em cargos de alta liderança no setor público chega a 34%, apenas – Foto: José Cruz / Agência Brasil

 

Apesar de compor 51% dos cidadãos brasileiros, a população feminina tem um histórico de sub-representação na política e nos cargos públicos de liderança; somente 34% dos cargos de liderança na administração do país são ocupados por mulheres, de acordo com o Observatório de Pessoal do Ministério da Gestão — um avanço de oito pontos percentuais desde 2019, mas que ainda denuncia a falta de representatividade feminina que invisibiliza essa população. 

Com o objetivo discutir a participação feminina na gestão pública, o Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP promoverá, no dia 31 de outubro, o seminário interdisciplinar Políticas Públicas Locais por e para Mulheres: Avanços e Desafios Intersetoriais. O evento, que será realizado no Dia Mundial das Cidades, busca problematizar a ausência de mulheres em cargos de liderança na gestão pública local e debater propostas para solucionar essa ausência. Políticas públicas voltadas para a igualdade de gênero serão analisadas por pesquisadoras da USP, membras da gestão pública e representantes de organizações sociais.

Segundo informações do IEA, o evento será presencial na Faculdade de Economia e Administração, Contabilidade e Atuária (FEA) da USP e terá transmissão on-line na página do Instituto no youtube. As inscrições devem ser realizadas neste link.

 

 

Cidades para mulheres

Organizado pelo Centro de Síntese USP Cidades Globais, o seminário dará enfoque aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), uma coleção de 17 metas globais estabelecidas pela Organização das Nações Unidas (ONU) para garantir a igualdade, a sustentabilidade e paz no mundo. O objetivo 5, que prega a igualdade de gênero, e o 11, que versa sobre cidades sustentáveis, são articulados para fomentar a discussão sobre políticas públicas locais.

Organizações voltadas para a representatividade feminina na gestão pública, como Instituto AlzirasElas no orçamento e A Tenda das candidatas serão representadas no seminário, que também abordará as interseccionalidades entre gênero e raça. O evento traz à tona a discussão sobre os direitos das mulheres à cidade, problematizando a falta de segurança e o medo que perseguem mulheres em contextos urbanos.

Serviço

Políticas Públicas Locais por e para Mulheres: Avanços e Desafios Intersetoriais
Quando: 31 de outubro
Onde: Sala da Congregação da FEA-USP
Av. Prof. Luciano Gualberto, 908 — São Paulo
Transmissão ao vivo neste link
Inscrições: neste link
Mais informações: http://www.iea.usp.br/

 

* Estagiária sob supervisão de Tabita Said

fonte: https://jornal.usp.br/diversidade/ausencia-de-mulheres-em-cargos-publicos-de-lideranca-ainda-e-gargalo-dos-ods/

 


Coloque seu email em nossa lista

Cfemea Perfil Parlamentar

Informe sobre o monitoramento do Congresso Nacional maio-junho 2023

Cfemea Perfil Parlamentar

Violência contra as mulheres em dados

Logomarca NPNM

Direitos Sexuais e Reprodutivos

logo ulf4

Estudo: Elas que Lutam

CLIQUE PARA BAIXAR

ELAS QUE LUTAM - As mulheres e a sustentação da vida na pandemia é um estudo inicial
sobre as ações de solidariedade e cuidado lideradas pelas mulheres durante esta longa pandemia.

legalizar aborto

Veja o que foi publicado no Portal do Cfemea por data

nosso voto2

...