A janela partidária — prazo para que candidatos mudem de partido sem risco de perder o mandato ocorre em ano eleitoral —termina no início de abril. Por isso, a composição está mudando. O PL atingiu a marca de 63 deputados, tornando-se o partido com a maior bancada na Câmara.

A maioria dos novatos e novatas veio do União Brasil, resultado da fusão do DEM e do PSL. O União Brasil em 32 dias perdeu 16 deputados. No entanto, deve manter cerca de 50 parlamentares, ainda uma bancada expressiva. Carla Zambelli (SP), Major Fabiana (RJ), Chris Tonietto (RJ) e General Girão (RN) são nomes conhecidos aqui no Radar e que agora estão no PL.

Arthur Lira (PP/AL) decidiu aguardar o fim da janela partidária para liberar as emendas do Orçamento Secreto. É uma forma de garantir o controle dos benefícios do Centrão.

No último sábado (19), Lula fez uma agenda em um evento do MST no Paraná e aproveitou para criticar o Congresso Nacional. A atual composição seria “talvez o pior Congresso que tivemos na história do Brasil”. Ele afirmou ainda que a Câmara passou a governar o país por meio do orçamento secreto. Nós concordamos, mas não é de hoje que a composição assusta.

Há pelo menos três legislaturas vemos o crescimento das bancadas conservadoras e fundamentalistas. Em ano de eleições, é mais do que fundamental que juntemos esforços para renovar as chapas progressistas.

Talvez a esperança esteja nas mulheres jovens. Segundo pesquisa da FSB, a faixa etárias de 16 a 24 anos é a que mais rejeita Bolsonaro. No entanto, é também o grupo que menos tem interesse em votar este ano.

Leia o Radar completo no link!

   
Categoria
 
Alerta Feminista

Radar Feminista no Congresso

Notícias

Artigos e Textos

Diálogos e Mobilizações

Publicações
 
 
 
Artigos Recentes
 
 
 
 
CFEMEA
O Centro Feminista de Estudos e Assessoria é uma organização não-governamental, sem fins lucrativos.
 
AUTOCUIDADO E CUIDADO ENTRE ATIVISTAS
   
UNIVERSIDADE LIVRE FEMINISTA
   
LINHA DO TEMPO CFEMEA
   
 
 
+55 61 3224 1791
   
  FALE CONOSCO