Quase lá: Bolsonaristas denunciam deputada do Psol ao STF por post contra PL antiaborto

Notícia-crime de extrema-direita misógina pede que a parlamentar Fernanda Melchionna exclua postagem com foto dos autores e chama projeto de "PL dos estupradores"

Foto de perfil do autor(a) Gabriella Braz

Gabriella Braz - Correio Braziliense - 19/6/2024
 
Fernanda Melchionna já foi alvo de processo do PL que pedia cassação do mandato da parlamentar após fala em que sugere relação da família Bolsonaro com a milícia -  (crédito: Mario Agra/Câmara dos Deputados)
Fernanda Melchionna já foi alvo de processo do PL que pedia cassação do mandato da parlamentar após fala em que sugere relação da família Bolsonaro com a milícia - (crédito: Mario Agra/Câmara dos Deputados)
 

Os deputados do Partido Liberal (PL) Paulo Bilynkkyj, Carla Zambelli, Nikolas Ferreira, Franciane Bayer e Mario Frias protocolaram uma notícia-crime no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a deputada Fernanda Melchionna (Psol-RS) por postagem que chama o Projeto de Lei 1904/2024 de "PL dos estupradores". O documento protocolado na sexta-feira (14/6) pede que parlamentar exclua o post das redes sociais. 

A publicação de Fernanda Melchionna, feita na quinta-feira (13/6), mostra fotos e nomes dos deputados que assinam a autoria da proposição. Na imagem, ela escreve: "estes são os parlamentares que propuseram o PL dos estupradores". Em manifestação nas redes sociais, a deputada chamou a notícia-crime de "ação ridícula de deputados da extrema direita". 

"Cai a máscara dos pretensos defensores da "liberdade de expressão" que, na prática, querem inviabilizar a punição a fake news e discurso de ódio, estratégia corriqueira de alguns dos signatários desta ação patética, e silenciar os críticos a sua agenda reacionária contra as mulheres e meninas brasileiras", declarou. 

Um dos autores da queixa, o deputado Nikolas Ferreira acusou a parlamentar de "imputar caluniosamente o crime de estupro por conta do Projeto de Lei 1904/2024". 

A psolista já foi alvo de outro processo movido por deputados do PL. Em dezembro de 2023, o partido de Jair Bolsonaro pediu cassação do mandato por quebra de decoro parlamentar após fala da parlamentar que sugere que família do ex-presidente tem relação com a milícia. O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara decidiu, nesta quarta-feira (19/6), pelo arquivamento do processo. 

fonte: https://www.correiobraziliense.com.br/politica/2024/06/6881061-bolsonaristas-denunciam-deputada-do-psol-por-post-contra-pl-antiaborto.html?tbref=hp


Matérias Publicadas por Data

Artigos do CFEMEA

Coloque seu email em nossa lista

lia zanotta4
CLIQUE E LEIA:

Lia Zanotta

A maternidade desejada é a única possibilidade de aquietar corações e mentes. A maternidade desejada depende de circunstâncias e momentos e se dá entre possibilidades e impossibilidades. Como num mundo onde se afirmam a igualdade de direitos de gênero e raça quer-se impor a maternidade obrigatória às mulheres?

ivone gebara religiosas pelos direitos

Nesses tempos de mares conturbados não há calmaria, não há possibilidade de se esconder dos conflitos, de não cair nos abismos das acusações e divisões sobretudo frente a certos problemas que a vida insiste em nos apresentar. O diálogo, a compreensão mútua, a solidariedade real, o amor ao próximo correm o risco de se tornarem palavras vazias sobretudo na boca dos que se julgam seus representantes.

Violência contra as mulheres em dados

Cfemea Perfil Parlamentar

Direitos Sexuais e Reprodutivos

logo ulf4

Logomarca NPNM

Cfemea Perfil Parlamentar

Informe sobre o monitoramento do Congresso Nacional maio-junho 2023

legalizar aborto

...