Quase lá: 24º GTB: Atos no Ministério da Fazenda e no Banco Central marcam 1º dia de mobilização

Nesta segunda-feira (20) foi iniciada a mobilização do 24º Grito da Terra Brasil com o tema “Agricultura familiar é alimento saudável e conservação ambiental”.


20 de Maio de 2024 - CONTAG


Luiz Fernandes

 Milhares de agricultores e agricultoras familiares de todo o País chegaram com suas malas, colchões, cobertores, redes e muita esperança de ver as suas demandas atendidas pelo Governo Federal e pelo Congresso Nacional.

O primeiro dia foi dedicado à cobrança da redução dos juros, de orçamento adequado e justo para a agricultura familiar e recursos para o Proagro, envolvendo o Banco Central e o Ministério da Fazenda.


No Banco Central, um grupo foi recebido enquanto boa parte ficou na frente entoando os cantos e frases de luta, aguardando o resultado da negociação.

Segundo o presidente da CONTAG, Aristides Santos, que coordenou a reunião com o BC, a justificativa do órgão é que depende da decisão do governo sobre quanto o Tesouro e os fundos constitucionais vão investir nestas políticas.


“Então, nós encaminhamos uma agenda conjunta com o Ministério do Planejamento e Orçamento, com o Ministério da Fazenda, com o Tesouro Nacional, com o Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA) e o Banco Central do Brasil para uma decisão conjunta. Fizemos o diálogo, apresentamos nossas propostas, mas a resposta é que só será dialogada e definida no conjunto dos ministérios. Então, em breve, a CONTAG estará fechando essa agenda e convocando as Federações para dialogar novamente e termos uma resposta que nos atenda”, compartilhou o dirigente.

Quanto ao Proagro, a CONTAG, Federações e Sindicatos ainda estão cobrando uma definição. “Nos preocupa muito essa indefinição no que diz respeito ao Proagro. O seguro corre um sério risco de ter a suas regras alteradas e inviabilizar o Pronaf, principalmente para que o agricultor e agricultura familiar tenha um mitigador de risco”, completou Aristides.


Foto: Rafael Fernandes

Simultaneamente, um grupo se deslocou para o Ministério da Fazenda a fim de reafirmar e reforçar a nossa pauta do Grito da Terra Brasil, que já foi entregue ao Executivo.

A secretária de Política Agrícola, Vânia Marques Pinto, afirmou que “nós entendemos que a agricultura familiar é quem alimenta a população brasileira e faz chegar na mesa dos brasileiros e brasileiras a diversidade de alimentos saudáveis.”


Foto: Diogo Zacarias/MF

Enquanto acontecia a audiência no MF com dirigentes da CONTAG e representantes de Federações e Sindicatos filiados estiveram em reunião com o secretário-executivo Dario Carnevalli e equipe, os agricultores e agricultoras familiares fortaleciam a mobilização em frente ao ministério.

“A reunião foi muito boa, nós fomos muito bem recebidos. O secretário estava muito atento e anotando tudo para poder tratar depois com o ministro Haddad. Então, estamos na expectativa dos pontos a serem encaminhados conjuntamente com os outros ministérios. O maior ganho político foi o compromisso assumido com o fortalecimento da agricultura familiar por meio das políticas públicas e um GT para dialogar sobre o Proagro e o Fundo de Catástrofe”, explanou a secretária.

Vânia completou: “Conseguimos sair com alguns encaminhamentos e esperamos que amanhã tenhamos respostas positivas do Governo Federal”.

PROGRAMAÇÃO

Na terça-feira (21) acontecerá a tradicional caminhada do Parque da Cidade até a Esplanada dos Ministérios, com início previsto para 7 horas da manhã. Ao longo do percurso, os agricultores e agricultoras familiares de diferentes regiões brasileiras reafirmarão os principais pontos de pauta, mostrando a força e toda a vontade de continuarem no produzindo alimentos saudáveis, conservando a natureza e transformando o meio rural num lugar de vida e bem viver.

Já na Esplanada, serão feitas intervenções na frente de ministérios, como do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), do Meio Ambiente (MMA), do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA), da Agricultura e Pecuária (Mapa) e da Previdência Social (MPS).

O encerramento está previsto para 12 horas, no quadrante da Alameda das Bandeiras, em frente ao Congresso Nacional. A expectativa é ocorrer um anúncio oficial do governo federal com os resultados das negociações, com os ministros Paulo Teixeira (MDA) e Márcio Macêdo (Secretaria-Geral da Presidência da República).

Existe a possibilidade de o presidente Lula receber um pequeno grupo, no Palácio do Planalto, em reunião fechada para apresentar os anúncios.

Por Malu Souza e Verônica Tozzi / Comunicação CONTAG

fonte: https://ww2.contag.org.br/24--gtb--atos-no-ministerio-da-fazenda-e-no-banco-central-marcam-1--dia-de-mobilizacao-20240520

 


Matérias Publicadas por Data

Artigos do CFEMEA

Coloque seu email em nossa lista

lia zanotta4
CLIQUE E LEIA:

Lia Zanotta

A maternidade desejada é a única possibilidade de aquietar corações e mentes. A maternidade desejada depende de circunstâncias e momentos e se dá entre possibilidades e impossibilidades. Como num mundo onde se afirmam a igualdade de direitos de gênero e raça quer-se impor a maternidade obrigatória às mulheres?

ivone gebara religiosas pelos direitos

Nesses tempos de mares conturbados não há calmaria, não há possibilidade de se esconder dos conflitos, de não cair nos abismos das acusações e divisões sobretudo frente a certos problemas que a vida insiste em nos apresentar. O diálogo, a compreensão mútua, a solidariedade real, o amor ao próximo correm o risco de se tornarem palavras vazias sobretudo na boca dos que se julgam seus representantes.

Violência contra as mulheres em dados

Cfemea Perfil Parlamentar

Direitos Sexuais e Reprodutivos

logo ulf4

Logomarca NPNM

Cfemea Perfil Parlamentar

Informe sobre o monitoramento do Congresso Nacional maio-junho 2023

legalizar aborto

...