Levamos um susto ao constatar que o número de mulheres eleitas manteve-se praticamente estável, nas eleições municipais. Em 1996 foram eleitas 6.598 mulheres, segundo dados do IBAM – Instituto Brasileiro de Administração Municipal, e, neste ano, o número de eleitas é de 7000, apesar do significativo aumento do número de mulheres candidatas, alcançado com a política de cotas.Dos 31 municípios que terão segundo turno, as mulheres ainda disputam as prefeituras de seis deles. Nesta edição, levantamos algumas interpretações possíveis para este fato.

Mas, se no campo político-partidário ainda temos muito o que caminhar, nas ruas as mulheres mostraram ao mundo sua força e que ainda há muito a ser conquistado. Com o slogan “2000 Razões para Marchar”, a Marcha Mundial das Mulheres encerrou, com louvor, sua campanha contra a pobreza e a violência. Passeatas e manifestações mobilizaram o Brasil inteiro, inclusive democratizando informações importantes sobre economia e os processos de globalização.

As feministas estão entrando com tudo nos debates acerca das escolhas econômicas. As propostas elaboradas pelo movimento de mulheres foram bem recebidas pelo comitê organizador do Fórum Social Mundial, que acontecerá em janeiro do ano que vem, em Porto Alegre. Vamos ter a participação de feministas nos principais painéis de discussão, garantindo o olhar de gênero nas temáticas desenvolvidas.

O Fêmea traz, ainda, um balanço da luta pela descriminalização do aborto. Em Brasília, a data foi marcada com solenidade na Câmara Distrital para a entrega do dossiê sobre Saúde Sexual e Reprodutiva d@s Adolescentes no Distrito Federal, elaborado pelo Fórum de Mulheres do DF. O Dossiê é mais um instrumento importante na luta por nossos direitos.

 
 
CFEMEA
O Centro Feminista de Estudos e Assessoria é uma organização não-governamental, sem fins lucrativos.
 
AUTOCUIDADO E CUIDADO ENTRE ATIVISTAS
   
UNIVERSIDADE LIVRE FEMINISTA
   
   
LINHA DO TEMPO CFEMEA
 
 
+55 61 3224 1791
   
  FALE CONOSCO