A Rede Saúde está divulgando o “Dossiê Mortalidade Materna” de autoria da professora da Faculdade de Saúde Pública da USP, Cristina Tanaka. O trabalho mostra as características da mortalidade materna no mundo e em especial no Brasil, que ainda apresenta um coeficiente próximo de 110 mortes maternas por 100 mil nascidos vivos. Trata-se de número semelhante ao apresentado pelos países mais pobres da América Latina, mostrando que infelizmente, a morte materna no Brasil não tem recebido a devida atenção por parte do governo e da sociedade. Atualmente cerca de 600 mil mulheres morrem por complicações da gravidez, parto e puerpério. 99% das mortes maternas, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) ocorrem em países em desenvolvimento.

 
 
CFEMEA
O Centro Feminista de Estudos e Assessoria é uma organização não-governamental, sem fins lucrativos.
 
AUTOCUIDADO E CUIDADO ENTRE ATIVISTAS
   
UNIVERSIDADE LIVRE FEMINISTA
   
   
LINHA DO TEMPO CFEMEA
 
 
+55 61 3224 1791
   
  FALE CONOSCO