Fim de século. Temos que comemorar. Nos últimos anos as mulheres ganharam visibilidade, principalmente na mídia. Por muitas vezes fomos manchete nos grandes veículos de comunicação do país que anunciaram, por exemplo, a chegada da primeira mulher ministra no STF (Supremo Tribunal Federal), o aumento do número de mulheres candidatas nas eleições municipais, proteção social à maternidade (convenção 103 da OIT), mortalidade materna, a Marcha das Margaridas, entre outros temas que nos transformaram em notícia.

A mídia descobriu as mulheres e as mulheres batalharam sua visibilidade. Uma conquista que vem crescendo a cada ano. Aprendemos como chegar com competência na mídia mostrando o que temos de melhor. Nem sempre as manchetes foram favoráveis, mas a verdade é que ganhamos espaço, notoriedade e reconhecimento pelos feitos, lutas e causas em busca da cidadania e da igualdade de direitos entre homens e mulheres.

Vamos virar o século com a consciência tranqüila de que estamos contribuindo para um Brasil melhor e uma sociedade mais justa. E fechamos o ano com o lançamento providencial do Dicionário Mulheres do Brasil – de 1500 até a atualidade – da feminista Schuma Schumaher e Érico Vital, que resgatou o nome de cerca de 900 mulheres que fizeram história no nosso país. E para todas nós um novo século de mais vitórias e felicidades. Até lá.

   
Categoria
 
Alerta Feminista

Radar Feminista no Congresso

Notícias

Artigos e Textos

Diálogos e Mobilizações

Publicações
 
 
 
Artigos Recentes
 
 
 
 
CFEMEA
O Centro Feminista de Estudos e Assessoria é uma organização não-governamental, sem fins lucrativos.
 
AUTOCUIDADO E CUIDADO ENTRE ATIVISTAS
   
UNIVERSIDADE LIVRE FEMINISTA
   
LINHA DO TEMPO CFEMEA
   
 
 
+55 61 3224 1791
   
  FALE CONOSCO