No dia 29 de agosto, o GLB - Grupo Lésbico da Bahia - comemorou o "Dia Nacional da Visibilidade das Lésbicas". Este dia nasceu após o 1o Seminário Nacional de Lésbicas, no Rio de Janeiro, que aconteceu em 1999, mostrando à sociedade que as lésbicas fazem parte do contexto histórico do movimento homossexual no Brasil. O movimento lésbico já existe há 20 anos no país, mas à margem desta história. A mulher lésbica sofre um duplo preconceito social e por esta razão é que se fez necessário a criação de uma data comemorativa e representando um marco político para as lésbicas do Brasil. A data é comemorada pelos vários grupos de lésbicas do Brasil, que são hoje em torno de dez.

O GLB, em comemoração a esta data, realizou uma "Campanha Nacional de Arrecadação de Livros e Textos", que falam sobre o amor entre mulheres. "O nosso objetivo com a campanha é fazer com que o lesbianismo seja divulgado. Já vivemos por muito tempo atrás da cortina. Temos agora que melhorar nossa cara e mostrar também que estamos na história", afirma Zora Yonara, vice-presidente do Grupo Lésbico da Bahia. As publicações são de difícil acesso por razões de alto custo e falta de um mercado especializado. A campanha, portanto, está contribuindo para que estudantes, pesquisadores e lésbicas interessadas possam usufruir e conhecer melhor sua própria história. Em São Paulo, existe a editora GLS, que auxilia e estuda livros com a temática lesbi-gay. A campanha vai até o final de setembro, e pretende-se arrecadar o maior número possível de livros e textos sobre o amor sáfico. Maiores informações pelos telefones (71)321-1848 e 932-6367.

   
Categoria
 
Alerta Feminista

Radar Feminista do Congresso

Notícias

Artigos e Textos

Diálogos e Mobilizações

Publicações
 
 
 
Artigos Recentes
 
 
 
 
CFEMEA
O Centro Feminista de Estudos e Assessoria é uma organização não-governamental, sem fins lucrativos.
 
AUTOCUIDADO E CUIDADO ENTRE ATIVISTAS
   
UNIVERSIDADE LIVRE FEMINISTA
   
   
LINHA DO TEMPO CFEMEA
 
 
+55 61 3224 1791
   
  FALE CONOSCO