No dia 30 de julho o Governo de Goiás criou o Conselho Estadual da Mulher, que pela primeira vez no Brasil, tem uma estrutura diferenciada das outras, já que possui uma Secretaria Executiva com poderes de implementar políticas que dizem respeito à mulher. Maria Goreti Aleixo, ex-assessora parlamentar do CFEMEA, é a titular do novo cargo.

Segundo ela, com a criação da Secretaria, o Governo dá condições de trabalho para o Conselho e assume o compromisso de tornar visível as reivindicações das mulheres. O Governo está agora definindo a dotação orçamentária do Conselho, que é composto de 23 conselheiras, uma secretária executiva, sete assessoras e uma presidenta. Cinqüenta por cento dos membros são representados pelo Governo e 50% pela sociedade civil. As áreas de atuação serão: saúde e direitos reprodutivos, combate à violência, comunicação, educação, trabalho, assessoria jurídica e finanças. Algumas metas de trabalho já estão definidas, como: realização de cursos de capacitação para servidores públicos e professores na área de gênero, treinamento de profissionais, visando um melhor atendimento nas Delegacias da Mulher de Goiânia, Anápolis e Aparecida de Goiânia e, posteriormente, criação de um Centro de Referência de Saúde Integral da Mulher. A criação do Conselho foi o resultado de uma negociação que começou no ano passado entre o Fórum Goiano de Mulheres e o Governo local.

   
Categoria
 
Alerta Feminista

Radar Feminista do Congresso

Notícias

Artigos e Textos

Diálogos e Mobilizações

Publicações
 
 
 
Artigos Recentes
 
 
 
 
CFEMEA
O Centro Feminista de Estudos e Assessoria é uma organização não-governamental, sem fins lucrativos.
 
AUTOCUIDADO E CUIDADO ENTRE ATIVISTAS
   
UNIVERSIDADE LIVRE FEMINISTA
   
   
LINHA DO TEMPO CFEMEA
 
 
+55 61 3224 1791
   
  FALE CONOSCO