Uma diversidade de temas marcou o mês da Parada do Orgulho LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) em todo o Brasil - celebrado no dia 28 de junho. A data marca os 40 anos do início do Movimento LGBT moderno. Em 28 de junho de 1969, ocorreu em Nova York a Rebelião de Stonewall, um bar LGBT que sofria repetidas e arbitrárias batidas policiais. O tumulto durou três dias, dando início à luta pela liberdade de expressão e pela igualdade de direitos. Um ano depois, dez mil pessoas fizeram a primeira passeata para relembrar a rebelião, e a tradição se espalhou pelo mundo inteiro (dados da Associação Brasileira LGBT- ABGLT). Este ano as manifestações ressaltaram a luta para criminalizar a homofobia e a lesbofobia.

Demandam a aprovação do PLC 122, Que está na Comissão de Assuntos Sociais do Senado. Já aprovada pela Câmara dos Deputados, a proposta estabelece penas para práticas homofóbicas e lesbofóbicas. As mulheres participaram da Parada do Orgulho LGBT, chamando atenção para temas como a violência contra a mulher. O Dia Nacional da Visibilidade Lésbica é comemorado em 29 de agosto.

   
Categoria
 
Alerta Feminista

Radar Feminista do Congresso

Notícias

Artigos e Textos

Djumbai

Diálogos e Mobilizações

Publicações
 
 
 
Artigos Recentes
 
 
 
 
CFEMEA
O Centro Feminista de Estudos e Assessoria é uma organização não-governamental, sem fins lucrativos.
 
AUTOCUIDADO E CUIDADO ENTRE ATIVISTAS
   
UNIVERSIDADE LIVRE FEMINISTA
   
   
LINHA DO TEMPO CFEMEA
 
 
+55 61 3224 1791
   
  FALE CONOSCO