São esperadas 50 mil trabalhadoras rurais na edição da Marcha das Margaridas deste ano. O encontro - marcado para os dias 21 e 22 de agosto em Recife - tem como temas centrais a soberania e a segurança alimentar e nutricional; terra, água e agroecologia; trabalho, renda e economia solidária; garantia de emprego e melhores condições de vida para as assalariadasrurais;políticadevalorizaçãodosaláriomínimo;defesadasaúdepúblicaeeducaçãonocampoecombateà violência sexista. Além de um ato político de reivindicação, a manifestação é considerada importante marco na trajetória de lutas sindical e feminista, pois traduz o crescente amadurecimento político da organização das mulheres trabalhado-ras rurais no Brasil. A primeira Marcha ocorreu em 2000 e a segunda em 2003. O nome homenageia Margarida Maria Alves, assassinada em agosto de 1983, na porta de sua casa, a mando dos latifundiários do Grupo Várzea, na cidade de Alagoa Grande, Paraíba. A Marcha é organizada pela Confederação Nacional de Trabalhadores da Agricuttura (Contag) e pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e conta com a parceria do Movimento de Mulheres Trabalhadoras Rurais do Nordeste, Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu, Movimento de Mulheres da Amazônia, Mar-cha Mundial das Mulheres e a Rede de Mulheres Rurais da América Latina e do Caribe. Outras informações na página eletrônica www.contag.org.br.

   
Categoria
 
Alerta Feminista

Agenda do Congresso

Notícias

Artigos e Textos

Djumbai

Diálogos e Mobilizações

Publicações
 
 
 
Artigos Recentes
 
 
 
 
CFEMEA
O Centro Feminista de Estudos e Assessoria é uma organização não-governamental, sem fins lucrativos.
 
AUTOCUIDADO E CUIDADO
ENTRE ATIVISTAS
   
UNIVERSIDADE LIVRE FEMINISTA
   
   
LINHA DO TEMPO CFEMEA
 
 
+55 61 3224 1791
   
  FALE CONOSCO
 
Brasília
SCS Quadra 2 Bloco C
Ed. Goiás, Sala 602
Brasília, DF - Brasil
CEP 70317-900