Trabalho e cidadania

"Trabalho e cidadania ativa para as mulheres: desafios para as políticas públicas" oferece subsídios para o conhecimento, aprofundamento e análise das relações de gênero no mundo do trabalho. Esta é a terceira publicação da Coordenadoria Especial da Mulher da Prefeitura de São Paulo, fruto de debates e ações na área de trabalho, emprego e renda.

O caderno traz diversos artigos e exposições de especialistas que podem servir de incentivo para a implementação de políticas públicas locais que realmente alterem as relações desiguais de gênero no mundo do trabalho. A expectativa é o engajamento de pessoas e instituições na construção de uma realidade sem qualquer forma de desigualdade ou opressão.

Informações pelo telefone (11) 3113-9761 ou endereço eletrônico Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Saúde das mulheres negras

A idéia de editar "O livro da saúde das mulheres negras" surgiu a partir de um intercâmbio entre mulheres brasileiras e norte-americanas, criado pela organização de direitos humanos Global Exchange, com sede na Califórnia.

Num país como o Brasil, onde a maioria da população é negra, é injustificável haver um número tão pequeno de publicações que representem a história e a experiência das mulheres negras.

O livro fala de saúde a partir dessas mulheres, abordando diversos aspectos da vida: sua afirmação individual e coletiva; discussões sobre doenças e desequilíbrios; e a capacidade feminina de agir e transformar. Informações pelo telefone (21) 2518-6194 ou endereço eletrônico Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Aborto por anomalia fetal

Este livro é de autoria da antropóloga Débora Diniz, diretora da Anis - Instituto de Bioética, Direitos Humanos e Gênero; e do promotor de Justiça, Diaulas Costa Ribeiro. Trata-se de uma releitura bioética e jurídica da interrupção da gravidez por anomalia fetal no Brasil. O argumento central é que o denominado aborto por anomalia fetal incompatível com a vida não tipifica crime. Segundo @s autor@s, a medida é uma antecipação terapêutica de parto, sem qualquer repercussão jurídico-penal, por faltar-lhe o suporte fático exigido pela Lei.

Informações pelo telefone (61) 343-1731 ou endereço eletrônico Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

   
Categoria
 
Alerta Feminista

Radar Feminista do Congresso

Notícias

Artigos e Textos

Djumbai

Diálogos e Mobilizações

Publicações
 
 
 
Artigos Recentes
 
 
 
 
CFEMEA
O Centro Feminista de Estudos e Assessoria é uma organização não-governamental, sem fins lucrativos.
 
AUTOCUIDADO E CUIDADO ENTRE ATIVISTAS
   
UNIVERSIDADE LIVRE FEMINISTA
   
   
LINHA DO TEMPO CFEMEA
 
 
+55 61 3224 1791
   
  FALE CONOSCO