www.avcilarevdenevenakliyat.com.trwww.beylikduzuevdenevenakliyat.com.tr www.sislievdenevenakliyat.com.trwww.bahcelievlerevdenevenakliyat.com.tr www.umraniyeevdenevenakliyat.com.trwww.goztepeevdenevenakliyat.com.tr
 
 
Facebook  Twitter
 
 
 
  Voltar a página inicial     
 
 
 
 
  • Poder e Política
  • Enfrentamento à Violência Contra as Mulheres
  • Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos
  • Trabalho e Proteção Social
  • Orçamento Mulher

Comitiva do Fórum Goiano de Mulheres cobra fim dos feminicídios no estado

Nos dias 3 e 4 de setembro, o Cfemea e o Fórum de Mulheres do DF e Entorno recebem comitiva das colegas de Goiás e se unem para cobrar atitudes do governo federal em relação aos números absurdos de violência contra a mulher em território goiano 


Assine a petição! Deputados fundamentalistas querem acabar com os direitos das mulheres!

Projeto prevê auxílio previdenciário para vítimas de violência doméstica 
 

Quase 14% das meninas de 6 a 14 anos trabalham ou já trabalharam, diz pesquisa  

Mais de 37% das esntrevistadas que dizem trabalhar prestam serviço na casa de outras pessoas, cuidando das crianças, fazendo faxina e outras atividades domésticas


Começou a valer multa para patrão que não assinar carteira de doméstica

Mulher terá preferência no pagamento de benefícios rurais 
 
 
 
 
 
Notícias & Eventos

A arrogância de Eduardo Cunha na votação da proposta sobre a Reforma Política

argaiv1673

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ignorou a Comissão Especial de Reforma Política e levou a discussão diretamente ao plenário da Casa, onde fatiou todo o projeto e ganhou mais margem de manobra para votar as alterações que defende.

As primeiras fatias “servidas” foram a do sistema eleitoral e do financiamento de campanhas. Apesar de ter sofrido sua primeira grande derrota na noite de terça-feira(26), quando perdeu, em Plenário, a votação do modelo “distritão” e do financiamento de empresas nas campanhas eleitorais, o Presidente da Câmara não se abalou. Afinal, em menos de 24horas, na quarta-feira(27), já estava costurado um acordo entre o partido de Eduardo Cunha (PMDB), PSDB e DEM, viabilizando uma manobra política que recolocou em votação o que já havia sido vencido na véspera.

Da noite para o dia, 71 parlamentares foram convencidos a votar a favor do financiamento de empresas para partidos políticos, a grande maioria deles do PRB. Sob os protestos do PSOL, PT, PC do B, entre outros, o deputado Chico Alencar (PSOL/RJ) traduziu a manobra de Cunha ao dizer “Empresa não doa, investe”.

Ainda na noite de quarta-feira, o plenário da Câmara aprovou o fim da reeleição de Presidente da República, tendo como temas fatiados a serem votados: (i) tempo de mandato, (ii) coincidência de mandatos, (iii) cota para a participação feminina*, (iv) fim de coligação e (v) cláusula de barreira.

O atual relator da Reforma Política, deputado Rodrigo Maia (DEM/RJ), defensor do Distritão, é critico à proposta das cotas para as mulheres e não incluiu nada a esse respeito no seu relatório. Afirmou que a proposta da cotas de eleitas, assim como a atual cota de candidaturas para as mulheres gera o problema de termos “mulheres pouco representativas e pouco votadas que serão eleitas em detrimento de candidatos homens mais votados”, em entrevista a jornalista Tereza Cruvinel para o portal Brasil 247. A Bancada Feminina apresentou duas emendas aglutinativas, na tentativa de garantir quotas de eleitas (e não mais de candidatas). Mas essa questão só deve ser debatida na semana que vem.

 

Últimas notícias
 
 
Eleições 2014


Congresso Nacional

Semana no Congresso

CFEMEA acompanha o andamento de proposições legislativas relacionados aos direitos das mulheres no Congresso Nacional.

     
  Relatório semanal das atividades do Congresso Nacional com nossos comentários  
     

Canal CFEMEA

Facebook
 

Você sabia?
vocesabia01.png

Universidade Livre Feminista

Programa voltado a apoiar a formação de pessoas para o movimento feminista, na luta pelos direitos sexuais e reprodutivos, pela igualdade de gêneros, defesa do Estado laico e pela construção de uma sociedade justa, sem exploração, machismo, racismo ou qualquer outra forma de dominação e fundamentalismo.
Saiba mais


Jornal Fêmea
 
 
 
Todas as edições

Twitter

Publicações
 
Todas as publicações
     
Banner
 
Banner
 
 
 
 
 
 
 

O CFEMEA

 

Temas trabalhados

 

Dia a Dia

 

Biblioteca

Quem somos   Orçamento Mulher   Semana no Congresso   Guia dos Direitos da Mulher
O que fazemos   Poder e Política   Notícias e eventos   Vídeos
Fale conosco   Enfrentamento à Violência   Nossas publicações e boletins  
  Direitos Sexuais e Reprodutivos   Jornal Fêmea  
  Trabalho e Proteção Social        
 
     
 
CFEMEA
Centro Feminista de Estudos e Assessoria
Brasília-DF, Brasil
+ 55 61 3224-1791